Você está aqui: Capa > Estética > Cirurgia Plástica Reparadora

Cirurgia Plástica Reparadora

Cirurgia Plástica Reparadora: o que é e quais são os benefícios

Cirurgia Plastica Reparadora

Cirurgia Plastica Reparadora

Por Raphaela Perin

Você com certeza sabe que existem vários tipos diferentes de cirurgias plásticas. No entanto, um destes tipos chama a atenção por tratar especificamente de problemas que aparecem congenitamente (ou seja, aqueles em que a pessoa nasce com eles), que é adquirido com o tempo e é reconhecido pelos médicos ou aqueles problemas que causam déficit parcial ou total. Esta é a cirurgia plástica reparadora, que não é apenas uma questão estética, mas sim uma situação de qualidade de vida, bem-estar e até mesmo saúde.

O Que é

Como afirmado, a cirurgia plástica reparadora tem o objetivo específico de tratar de problemas que afetam a vida do paciente. Por isso, este tipo de procedimento é voltado para a recuperação de funções ou até mesmo o aprimoramento de algo que foi perdido, como, por exemplo, o movimento de um dedo. Sendo assim, a cirurgia estética reparadora oferece ao indivíduo a possibilidade de estar o mais próximo do “normal” (utilizando este termo como sendo o padrão estabelecido pela sociedade).

Por ser uma cirurgia que trata inclusive de saúde, a cirurgia plástica reparadora pode ser pedida aos convênios médicos. Basta ter uma solicitação do profissional de saúde. No entanto, a cirurgia plástica reparadora requer uma avaliação médica intensa antes da decisão de fazê-la e somente um médico capacitado pode definir se ela é realmente necessária.

De maneira geral, as cirurgias plásticas reparadoras são direcionadas para os seguintes casos: cistos e câncer de pele, ressecção de sinais, atenuação ou reversão de defeitos originados no nascimento, melhora do aspecto da pele em pacientes queimados e em pacientes que fizeram a cirurgia bariátrica para perda de peso e outros casos similares. E todos estes casos podem ser cobertos pelos convênios médicos.

Cirurgia Plastica Reparadora

Cirurgia Plastica Reparadora

Devido a todas estas características, a cirurgia plástica reparadora é responsável por 40% do total de procedimentos da cirurgia plástica. Este número alto também é justificado pelo fato de o resultado das cirurgias reparadoras ser muito positivo. É claro que o médico não consegue fazer milagres, mas é possível fazer um trabalho muito bom em casos complicados, como a reconstrução de pele, músculo, cartilagens, muscosas, nervos e ossos.

Avanços

Dentro do quesito da cirurgia plástica reparadora, a grande melhoria é a microcirurgia, que consegue fazer procedimentos mais precisos, como a saturação de nervos. Além de oferecer mais possibilidades ao paciente, a microcirurgia também tem resultados melhores e mais satisfatórios ao paciente.

No entanto, procedimentos comuns na cirurgia plástica também podem ser usados na cirurgia plástica reparadora. A lipoaspiração e a prótese de silicone podem ser necessárias em alguns casos e os médicos utilizam destas técnicas sem medo. No caso da lipoaspiração, o uso é feito quando a pessoa tem alguma doença que acumula gordura em regiões específicas do corpo. Já o silicone é muito usado em situações específicas, como a reconstrução da mama depois da recuperação de um câncer nesta região do corpo.


Um comentário

  1. Robson silva de freitas disse:Quero fazer uma riotlpasnia para reduzir as abas do meu nariz,gostaria de saber o valor,onde consigo fazer aqui em salvador,desde je1 agradee7o.bom dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*